Sou um só


‘ Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. E, por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso.’

‘ O que eu faço, é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor.’

Por Madre Teresa de Calcutá

Já havia lido esse texto outras vezes, porém, dessa vez, ele inspirou uma cobrança e uma reflexão voltada para o lado do fazer, do agir e do colher resultados.
Tirei o texto de um dos avisos que recebo da equipe de gestão do condomínio onde moro e, resolvi começar com ele uma lista de ações.

Enquanto os banqueiros do primeiro mundo brincam de Banco Imobiliário na economia Globalizada e, para corrigir os rumos, novamente, a população é convocada para consertar os resultados dessa brincadeira. Cabe lembrar que essa mesma sociedade escolhe os Governos e conseqüentemente seus métodos de monitorar e legislar esses procedimentos. Portanto, nada mais justo que a mesma sofra as conseqüências dessas escolhas. Também, enquanto não criamos a Globalização dos Continentes, hoje inauguro a nossa lista de pequenas contribuições para o uso racional dos recursos da Terra. Muitas delas partiram da simples adesão em relação as ações do meu condomínio. Vamos até elas :

– 1 – Instalação do dispositivo Dual Flux em todas as nossas 5 (cinco) bacias sanitárias(REDUZIR)

Esse dispositivo regula a quantidade de água utilizada conforme a necessidade de despejar dejetos líquidos (menos água) ou dejetos sólidos (mais água). O mesmo procedimento está gerando economia tangível nas despesas de água do condomínio, bem como ganhos intangíveis pois todos os dispositivos foram instalados com “ajuda” das crianças, para que pudessem assimilar a importância do gesto e, principalmente, porque eles irão colher os frutos lá na frente.

– 2 – Instalação de relógios nos banheiros (REDUZIR)

A idéia aqui é ajudar a controlar o tempo de mais ou menos entre 5 (cinco) até 8 (oito) minutos para deixar a torneira aberta e poder tomar um bom banho ao mesmo tempo que se faz racional o uso da água.

– 3 – Não receber mais os saquinhos plásticos de super mercado e/ou lojas(RECUSAR)

Esses saquinhos são muito difíceis de serem decompostos e, como conseqüência disso, altamente poluentes. Basta você substituir por sacolas de uso continuo ou levar com você e no seu carro, sacolas de pano.

– 4 – Montar blocos com as folhas que sobram das impressões(REUTILIZAR)

Primeiro, devemos evitar ao máximo fazer uso da impressão. Porém, sendo necessário, ficar atento aos papeis que sobram para deles montarmos blocos que sirvam de rascunho para uso no dia-a-dia.

– 5 – Coleta de Óleo de Cozinha Usado(RECICLAR)

Levando em conta que 1 (hum) litro de óleo de cozinha usado pode: contaminar algo em torno 10.000 (dez mil) litros de água limpa, ficar preso no encanamento (causando entupimentos nas tubulações e, se vazar para o solo, pode impermeabiliza-lo e aumentar a possibilidade de enchentes), nos rios e represas fica na superfície (impedindo a entrada da luz solar). Assim, através de outra iniciativa do condomínio, começamos a não mais despejar o óleo usado pela pia e sim, colocando numa garrafa tipo PET, daquelas mais fortes e firmes como usadas com leite, amaciante e água sanitária e que também possuem tampas mais confiáveis e gargalos mais largos, que evitam o uso do funil. Vamos encher um litro de cada vez e colocar nos locais apropriados no condomínio.

No momento de descartar seu litro de óleo, de preferência de fazê-lo com a participação das crianças, para, de novo, mostrar que os benefícios serão colhidos por elas e eles.

– 6 – Substituir as pilhas normais por pilhas recarregáveis(REUTILIZAR)

Compartilho 3 motivos para refletirmos sobre essa mudança de hábito, onde você pode optar pela razão, pela economia financeira ou pela sua consciência.

Lembrando também que, com tantos aparelhos eletrônicos em nossas casas, carros, bolsas, oportunidades não irão faltar para você praticar esse novo hábito:

  • Economia:
  • No princípio e no fim das contas elas são muito mais baratas! Quando a carga da pilha comum chega ao fim, seu dinheiro vai para o lixo junto com a pilha. Com as pilhas recarregáveis você pode promover novas recargas e seguir usando. A maioria das pilhas recarregáveis disponíveis hoje no mercado já anunciam um tempo de vida de 1.000 recargas. Faça suas contas e use seu dinheiro de forma inteligente!

  • Razão:
  • As pilhas recarregáveis duram muito mais! As antigas pilhas comuns foram desenvolvidas para equipamentos que consomem energia lentamente, o que não é o caso dos equipamentos eletrônicos mais modernos, como câmeras digitais e alguns GPSs. Já as pilhas recarregáveis foram desenvolvidas com estas necessidades em mente e conseguem armazenar muito mais energia para operar por mais tempo. Por exemplo, dependendo das condições de uso, a carga de uma pilha recarregável pode durar de 2 a 4 vezes mais que uma pilha alcalina comum. Isso significa que se sua câmera digital tira 20 fotos com uma pilha comum, com a pilha recarregável você pode tirar de 40 a 80 fotos!

  • Consciência:
  • É uma atitude eco-sustentável! As pilhas, sejam elas recarregáveis ou comuns são fabricadas com elementos químicos nocivos à natureza e, por isso, não devem ser jogadas fora e sim recicladas. Como vimos acima, uma pilha recarregável pode durar 2 ou 4 vezes mais que uma pilha comum. Se considerarmos pilhas recarregáveis com capacidade anunciada de 1.000 recargas, veremos que uma única pilha recarregável equivale a até 4.000 pilhas comuns. Ou seja, o uso de uma única pilha recarregável trás benefícios equivalentes à reciclagem de milhares de pilhas comuns!

    Concluindo, não podemos esquecer que Pilhas recarregáveis ou comuns contêm elementos químicos nocivos à natureza e, quando uma pilha não é descartada adequadamente, esses elementos químicos irão vazar e contaminar o solo, nascentes d’água e diminuir a vida útil do Planeta Terra.

    Hoje em dia você pode descartar suas pilhas em bancos, shoppings, loja de celulares, de equipamento eletrônicos, farmácias e outros locais. Basta procurar.

    Se mesmo assim, na sua localidade não há locais que saibam como descartar pilhas, procure entrar em contato com a sua Secretaria de Meio-Ambiente da Prefeitura para obter mais informações ou vai no Google que você acha por lá também.

    – 7 – Substituir toda correspondência de papel por eletrônica (RECUSAR)

    Creio que a maioria deve receber em suas casas pilhas e pilhas de cartas, promoções, propagandas dos seus fornecedores e também de empresas que você nunca ouviu falar ou nunca teve nenhum tipo de relacionamento. Algumas dessas correspondências você não chega nem a abrir e vai direto para o lixo.

    Aos poucos, procure enviar um email para o remetente ou fazer uma ligação telefonica solicitando que essa correspondência não mais seja enviada para sua residencia ou até mesmo seu escritório e que você possa receber todas elas no seu e-mail. Com isso você irá promover uma enorme contribuição para redução do lixo e também redução dos custos dessas Empresas com impressão de material em papel. Caso essa Empresa continue com o procedimento de envio de papel, devolva para os Correios.

    – 8 – Reeducação Alimentar (REPENSAR & RECUSAR)

    Aqui me deparo com um belo exemplo relacionado com um ditado ou provérbio tão antigo quanto verdadeiro: Nós só aprendemos, na grande maioria das vezes, através do sofrimento! Simples assim ?
    Em Julho de 2008, no auge dos seus 85 anos, vividos com ótima saúde física, mental e espiritual, minha Mãe e de meus irmãos, nos trouxe a surpresa e uma visceral noticia de um câncer de cérebro! Desse dia em diante, tive que, além de sofrer, estudar para poder conversar e me relacionar com os médicos. Nesse período li três vezes o livro – Anticâncer – Prevenir e Vencer usando nossas defesas naturais de David Servan – . Além de ter lido ainda pude dar de presente para alguns Seres Amados, como também, deixei sem querer, próximo de outros Seres Amados que eu sabia que iriam ter resistência para ler.
    Até para dois dos médicos que tiveram com ela, eu dei de presente!
    Sim! Porque médicos entendem de doenças, remédios e tratamentos e não de sáude alimentar. Não é culpa deles, pois não estudam nutricionismo na faculdade.

    Desse livro e de outras leituras, tomei a decisão de cuidar e me comprometer mais com minha alimentação, dos meus filhos, da minha mulher, enfim, da minha casa.

    Adotei assim, o hábito de adquirir e consumir produtos orgânicos!

    Junto com ele, também tive a consciência que somente irei ajudar os amigos através do meu exemplo e não dizendo para comerem isso ou aquilo. Fato: Todos nós temos o livre arbítrio, consciente ou inconsciente, responsável ou irresponsável de saber o que iremos ou não inserir na nossa rotina alimentar!

    Com 2 filhos lindos e deliciosos, preciso acreditar que haverá tempo hábil de desacelerarmos o já avançado processo de destruição do Planeta ( água, energia, terra e habitantes ). Assim, se estamos reciclando, reduzindo, reinventando e reutilizando os recursos não renováveis, porque não trazer esse conceito para nossa rotina alimentar, para nossas escolhas quando em frente aos cardápios ou quando estamos pilotando nossos carrinhos de supermercado.

    – 9 – Adquirir livros em Sebo (REUTILIZAR)

    Na semana que passou, a Escola do meu filho nos enviou um aviso via papel (sim, não chegou através de um email) indicando que um novo livro seria usado para os próximos meses para sua leitura e práticas de exercícos em sala e, nesse mesmo aviso (via papel e não por email) indicava a opção de comprar esse mesmo livro, novo, por R$ 20,00. Aproveitei essa oportunidade de contar para o meu pequeno sobre a existência dos Sebos e que nós dois teríamos a oportunidade de praticar o R de REUTILIZAR! Ele comprou a idéia e juntos navegamos pela http://www.estantevirtual.com.br/ e encontramos muitas opções para o mesmo livro indicado pela Escola! Fechamos com a Loja/Sebo Cidade dos Versos por R$ 10,00 (preço do livro e frete) e o livro chegou no prazo prometido e com a qualidade indicada no momento da compra! Agora deixo que cada um faça o cálculo dessa transação! Foi apenas a mera e simples economia de R$ 10,00 ou um gesto visando esse novo mundo que não resiste ao consumo desenfreado ? Qual o valor do gesto se muita gente ressusssitassem os Sebos ? Menos livros seriam re-impressos ? As grandes editoras iriam baixar seu preços ?

    – 10 – Desligar todos os equipamentos que ficam na função “stand-by ” (REDUZIR & REPENSAR)

    Hoje em dia, ao lado de uma TV tem sempre um vídeo-cassete, um home-theater, um gravador de dvd e outros equipamentos e, todos eles tem algo em comum, além de serem responsáveis pela grande parte do nosso entretenimento ( em alguns casos, embotamento), todos funcionam com a função stand-by! Sim, falo daquela luz vermelhinha que, ao comando do controle-remoto, liga e desliga ao nosso bel prazer. Fácil né? Pois é, levando em conta que o mar não está para elefantes e que energia é um bem que se torna escasso e caro, convoco a todos para usarem essa função de forma equilibrada! Aqui em casa, instalamos réguas de tomadas com botão liga-desliga e, durante a noite, durante passeios longos longos durante o dia, desligamos as réguas de tomadas e com isso os equipamentos deixam de consumir energia! Não vale ser essa dica, somente contando com a energia que você vai economizar na sua casa. Sua conta deve considerar o fato que a grande maioria dos Humanos possam adotar esse hábito. Essa conta sim, faz um sentido econômico! Só você usando a função de stand-by de forma consciente, você terá pouca economia financeira mas um ganho significativo na educação dos seus filhos!

    – 11 – Substituição das lâmpadas tradicionais por lâmpadas fluorescentes compactas (REDUZIR & REPENSAR)

    As lâmpadas fluorescentes compactas consomem até 80% menos energia do que lâmpadas elétricas convencionais. Cada lâmpada fluorescente compacta que você utiliza, permite reduzir emissões de CO2 em até 0,5 ton (durante toda a sua vida útil)! Ou seja, além de economizar na conta da sua Operadora de Energia Elétrica, você ainda participa do combate ao efeito estufa. Nesse mês conseguimos substituir 100% das lâmpadas em nosso lar! Isso significa que você pode manter sua lâmpada comum onde ela está, porém, no dia que ela não funcionar mais, troque por uma lâmpada fluorescente!

    Anúncios

    12 Comentários

    1. Ciana Lago said,

      14/10/2008 às 11:45

      Muito legal, gente!!

      É isso ai!! Boas e simples idéias que fazem a diferença!

      Em nossa casa, tb evitamos saquinhos plásticos e tentamos separar sempre o lixo que é reciclável!

      beijos

    2. riccardo ravioli said,

      14/10/2008 às 13:21

      A humanidade se auto criou, não quando homens se uniram em um grupo para caçarem e se defenderem contra outros grupos, mas sim, naquela fração de segundo que um percebeu que isso era possível e o primeiro tomou esta decisão.
      Esta centelha que o ser humano tem, aquele momento de Quixote que o faz acreditar que pode sozinho fazer a diferença, é que faz aquela tosca humanidade subir mais um pequeno degrau nesta escada de milhões de anos,em direção da real figura de seu criador.
      Quando o indivíduo alfa, a despeito da descrença e das chacotas, decide que sim, eu vou fazer, toda a sociedade cresce.
      E individuos como estes, que invariavemnte tem algum reconhecimento quando não se faz mais necessários, são o combustivel do aperfeiçoamento da raça humana.

    3. Silvia said,

      14/10/2008 às 15:16

      Uma outra dica – ao fazer compras em supermercados, feiras, quitandas, prefira frutas, legumes e verduras que não venham embalados em plástico ou bandejas de isopor. Além de contribuir para a diminuição desse vilões do meio ambiente, pode-se escolher os produtos e não comprar algo embalado que, com certeza, conterá uma ou mais unidades sem condições de utilização. Moradora do Quintas.

    4. Marcia said,

      14/10/2008 às 15:23

      Ser um só, é muito grande, o bom disto tudo é que aparecendo um, outro sempre virá a seguir. Até aquele menos incrédulo, não se conseguirá imaginar, longe da massa que adere a este tipo de comportamento, então o seguirá, poucos ficarão fora deste comportamento, poucos deixarão de pensar no futuro próximo que nos aguarda se nada fizermos…
      Parabéns Fabiano Facó, parabéns Riccardo Ravioli… isto vai fazer a diferença.
      Marcia Est.72

    5. Maria do Carmo said,

      15/10/2008 às 17:48

      Ótima iniciativa!
      Outra forma de se economizar água é tomar banho com alguns recipientes em volta, tipo uns baldinhos e depois utilizar a água por eles captada no vaso sanitário.

    6. riccardo ravioli said,

      23/10/2008 às 13:49

      Maria do Carmo, eu faço isso e a minha mulher acha que eu não “bato direito”, mas que faço, faço.
      Uso uns baldinhos ( 2 de maionese para restaurante…5 litros ) e um balde normal. Como tem uma banheirona do lado, vou jogando e estocando na banheira, se começa a aumentar, jogo fora senão…..privada….zero…rsrsrsrsrs

    7. Marcia Arruda said,

      13/02/2009 às 21:36

      Sou mulher do Riccardo Ravioli e ele se esqueceu de mencionar que aqui em casa, dia de lavar roupa, não se joga a água fora, retiro a mangueira da parede antes que a máquina solte a água, coloco no tanque, encho baldes e coloco na banheira para também reutilizar nos banheiros, também podemos usá-la para limpar a casa e lavar panos de chão.
      Aqui em casa, podemos dizer que reaproveitamos a água de todo o modo.
      Abraços
      Marcia

    8. Khym Facó said,

      04/04/2009 às 13:27

      Uma idéia muito boa para o meio ambiente.
      Podemos com essas dicas melhorar o mundo
      São úteis e ótimas
      Vamos seguir estas dicas

      🙂

      Um abraço do seu filho Khym

    9. Lindenbergh said,

      22/10/2009 às 17:13

      Meu querido KhymZinho ! Fiquei muito feliz ao ler seu depoimento no Blog do papai Fabiano. Vamos conversar e preservar nosso planeta para que você e toda a sua geração possam aproveitar como eu e seu pai aproveitamos e ainda estamos aproveitando esse presente de DEUS.

      Bernardo também é engajado nas questões ambientais e esta sempre ligado…A maior preocupação dele é como preservar a ÀGUA do planeta.

      Faço um curso de Gestão Ambiental na Universidade Estácio de Sá aqui em Niterói e também procuro fazer coisas e ter atitudes que possam se transformar em ações positivas para o meio ambiente.

      Abraços, Lindenbergh

    10. sergio fernando chaves mendes said,

      13/11/2009 às 10:31

      Caro amigo,
      Após 30 anos me deparo com suas fantásticas idéias para que tornemos nosso mundo melhor. Fiquei meio anestesiado, feliz e emocionado após tantos anos ter notícias suas. Daqui de Brasília soubemos através de meu tio Ricardo (Sapatão, lá da época que eramos crianças na vila do Méier) da passagem da sempre querida D. Penha, sei que ela de onde estiver nos ilumina e nos guia. Meu caro amigo um grande abraço e espero contatá-lo em breve. Serginho (neto da D. Moema do bloco IV)

    11. Jandira Auler said,

      12/12/2009 às 16:35

      Caros,

      Temos consciência tranquila no que compete à preservação do Meio Ambiente e somos modelos como a Marcia e o Riccardo. Há 11 anos separamos tudo, lavamos com o reaproveitamento da água da máquina de lavar, ou da lavagem de verduras, frutas e legumes e acondicionamos da forma mais prática possível para a reciclagem.

      Com o exemplo, vamos conscientizando aqueles que vivem próximos a nós.

      Na semana passada participei do Forum Ambiental, organizado pelo Sindipeças e fiquei surpresa pela diversidade de danos causados ao Meio Ambiente ocasionados pelas indústrias, transporte de materiais, reutilização inadequada de vasilhames e pela sociedade como um todo. Por outro lado, fiquei feliz em saber que hoje, o controle é maior, a fiscalização existe, embora em pequena escala, e o valor das multas coibe, de certa forma, as infrações.

      Jandira Auler
      Quinta da Bela Vista

    12. Natânia said,

      27/10/2010 às 13:34

      Ótimas dicas, essenciais para quem quer ver o mundo melhor!


    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    %d blogueiros gostam disto: