Maria da Penha Facó Soares


Poema testemunho em memória de Tia Peinha

Há um estar da alma,
que parte
ao mesmo tempo
em que chega.

Experiência maior
que a do próprio nascimento,
superior a tudo o que vivemos.

Encontro com a pureza e a docilidade,
banquete esperado por outros tantos,
familiares e admiradores.

Agora os mistérios se desvanecem
os erros se reconhecem
e a verdade se expressa
em sua totalidade.

Não existem contrações
lamentações, tristezas;
ao contrário,
abre-se um luzeiro incomensurável
de colorido perfeito.

Pronta, Senhor, aqui estou!
Onde o Senhor me quer servindo?

E Jesus provavelmente, lhe responderá:

“Peinha, minha filha, basta como você fez durante sua vida!”

Saudade

João Paulo, Meg, Rafael e Gabi, Juliana, Midi e Lola

Esse poema chegou ontem no final da tarde, algumas horas depois da partida da Maria da Penha. Recebi do meu Primo João Paulo, que, junto com Guidinha, nos confortaram bastante nos últimos meses! Agradeço aqui em nome de toda Facózada!

Para quem teve a sorte de conviver com Maria da Penha, vai concordar comigo que, não só no sentido das palavras, mas, também no conteúdo do poema, a mensagem do João está 100% sintonizada com a trajetória de Vida da nossa Maria da Penha. Melhor ainda, porque também nos ajuda a assimilar esse momento de transformação iniciada ontem, nessa nova maneira de lidar com nossa Maria da Penha

Ontem, por volta das 13:30 minha Chyara chegou perto de mim e nas suas mãozinhas estavam uma pulseira e um cordão que ela havia recebido de presente da Vovó Penha:

– Pai, Por favor, você coloca em mim a pulseira e o cordão que eu ganhei da minha Vovó Penha ? Quero ir para escola com eles!

– Eu, todo feliz e orgulhoso, coloquei a pulseira e ela perguntou o que estava escrito, contei que estava gravado o nome dela – Chyara! Daí ela pegou no cordão e disse que ela tinha um cordão dado pela Vó Penha igual ao do pai dela.

Mais ou menos, 1 ou 2 horas depois, minha irmã Duca me liga dando a notícia que nossa Maria da Penha havia se transformado em energia. Ufa! Até que enfim ouvi o que tanto pedi nesses últimos meses! Foram meses de muita dor e sofrimento pelo que ela estava passando e pelo que estávamos assistindo!

Mãe, Até breve! Quero muito que nossas energias um dia se toquem, se misturem de alguma maneira! Li livros de pessoas que não conheci falando de AMOR, assisti filmes de outras que também não conheci falando de fé! Jesus e Gandhi servem como exemplos. Mas foi de você que eu senti AMOR e Fé sendo exercidos na prática e da forma mais verdadeira e intensa: na rotina do dia-a-dia, em todos os meus personagens: feto, bebê, criança, menino, adolescente, jovem, adulto e como Pai!

Agora viverei um mix de saudade e de alívio, pois era muito chato assistir você passar pelo desconforto de um tumor cerebral que lhe tirou a delicadeza dos seus movimentos, o som da sua voz que nos fazia sentir paz, do conforto que era ser olhado por você, da falta que você estava fazendo para pessoas que você ajudava na sua Igreja! Alívio pelo inconformismo da profunda sensação de impotência de não ter feito nada que pudesse ter evitado ou amenizado tudo que você passou do dia 15 de Julho até hoje!

Vá em paz! Descanse bastante e logo logo olhe pelos seus filhos, netos, família, amigos e amigas! Todos irão se sentir orgulhosos e gratos por terem compartilhado com você, uma parte dos seus 85 anos e 11 meses de vida aqui com os humanos!

Ainda bem que você pode estar conosco, em sua casa, ao lado da sua Filha Guerreira, que sozinha esteve com você todo esse tempo de despedida!

Tenho muito que me desculpar com você, mas, farei somente entre Você e eu, sabe? Papo de Mãe para Filho!

Você cumpriu sua missão como poucos dessa raça ainda tão imatura e com tanto e tanto para aprender!

Li e reli várias vezes esse texto para ter certeza que não teria tom de despedida. Apenas queria externar essa sensação de alívio.

Sua imagem, voz, olhar, gestos, cheiro e ensinamentos estarão eternamente comigo e com nossa familia. Eu só queria dar um até breve!

Não fui no ritual de enterro do corpo do Papai e, para ele não ficar com ciúmes, não fui no do seu corpo também. Fiz e estou fazendo essa nossa transição a minha maneira. Hoje meditei, orei, almoçei orgânicos e agora deixo meu, de novo, até breve!

Anúncios

18 Comentários

  1. MARÍLIA said,

    03/03/2009 às 19:58

    Mais uma estrela habita agora o céu, depois de ter distribuído bondade e alegria entre tantos a que tocou nesta vida com o exercício quotidiano da fé, da dedicação, da compreensão, da paciência e da tolerância – talvez as mais bonitas virtudes que possam vestir um ser humano. Ela as possuiu todas e tão bem dosadas que se tornou única sem o saber ou, sabendo-o, sempre foi humilde em seu saber. Hoje ela se foi para outro plano, que passa a contar não só com quem foi a Dona Penha, a Peinha, a vovó Penha. Tal qual a fortaleza que seu nome lembra (porque a palavra penha relaciona-se à pedra e a força da pedra, sobretudo as pedras angulares), edifica-se agora em outro plano o amor que nos ajudará e nos amparará a todos.

    Saudade é o amor que fica!
    O amor que ficou é eterno.
    Beijos,

    Marília

  2. Álamo said,

    03/03/2009 às 20:43

    Das Marias

    Das Marias você foi a que me adivinhou.
    Das Marias você foi a que me assobiou
    sopros doces. De um cansaço destemido, você aluviou.
    Arriscou mostrar coisas boas onde só tinha horror.

    Se eu te encontrasse, Maria, para o desfecho da festa, não saberia.
    Talvez lhe parabenizaria pelo doce valsar.
    Mas um tiro revela a revoada das copas que antes se escondia.
    E você não quer mais papear, quer valsar e valsar.

  3. Ana Maior said,

    03/03/2009 às 23:23

    Facó, meu amigo querido, que por tantos anos ficamos sem notícias de nossas vidas, mas que a modernidade nos permitiu resgatar um pouco do tempo perdido… ou ganho…, afinal cada perda nos dá maturidade, crescimento, evolução e nos faz pensar e reavaliar nossas vidas e atitudes.
    Quero deixar registrado meu parabéns pela grande MÃE que Deus lhe deu, e que tive o prazer de conhecer há tantos anos atrás, ainda criança. Dona Penha, dona de uma bondade, tranquiliadde e carisma contagiantes, que ficaram e ficarão registrados em minhas lembranças.
    Que bom podermos ter compartilhado com esta SENHORA bondoza, a qual deixará eternamente BOAS LEMBRANÇAS.
    Um beijo no seu coração, de seus irmãos e toda sua família e amigos.
    A certeza que fica é que ela é um ser iluminado e brilhará onde quer que estejas.
    Aninha

  4. Marcus Drummond said,

    04/03/2009 às 02:13

    Desde quando a conheci era somente doçura
    Meiguice, bom senso, discernimento
    Candura
    Desde quando a conheci
    Era sempre e sempre ternura
    Distribuia carinhos para todos
    Filhos, netos , amigos , vizinhos,
    Bisnetos como quem distribuia rosas perfumadas
    Era uma alma de fada numa personalidade de Rainha

    Marquinhos

  5. Luiz Victor said,

    04/03/2009 às 09:53

    Facó e família,

    Não pude conhecer esta pessoa que, pelo que vejo em comentários, foi uma pessoa maravilhosa. Que ela esteja bem, onde quer que seja. Com certeza colhendo os frutos do que semeou em vida.

    Para vocês que ficam…força total. Bom saber que é um momento de paz, de alívio e iluminação.

    Mais uma vêz…força total prá vocês.

    Fabiano, lindo seu texto. Realmente me emocionou…me fez chorar compulsivamente em meio á um escritório cheio de pessoas atônitas ao me verem assim…mas foi lindo este exercício de reconhecimento, este até breve. Eu não poderia esperar nada menos de você, meu amigo.

    Abração,
    LV, Tati, Bruna e Clara

  6. Elisa said,

    04/03/2009 às 10:43

    Vó, ainda não consegui saber o q estou sentindo além de saudade…
    mas tenho certeza q ainda te verei em muitos sonhos.
    Te espero minha vózinha linda.
    Olhe por nós.
    Clarinha falou q vc virou o sol. O sol vc sempre foi para nós…a luz mais brilhante de todas.
    Te amo muito.
    Acalma meu coração e fica com Deus.
    mande notícias suas.
    muita saudade…muita

  7. Graça Arrais said,

    04/03/2009 às 18:31

    Minha querida e inesquecível Peinha, você depois de um longo sofrimento, foi resgatada para sua verdadeira morada. Para nós é difícil saber que não teremos mais sua presença física, mas sabemos que seu espírito é imortal e e que agora você está ao lado daqueles que lhe prescederam nesta viagem. Com certeza sua Mãezinha, minha querida Tia Branca, de quem guardo memórias da minha infância, seu querido Edi, e com certeza,fazendo parte da festa de sua chegada estarão meus queridos pais, Clóvis e Jalva para lhe dar as boas vindas. Queria deixar registrado neste momento todo carinho que sempre lhe dediquei. Um beijo minha querida prima.A morte do corpo é necessária para o renascimento do Espírito!!! Graça

  8. léo said,

    04/03/2009 às 19:24

    Fabiano,
    Compartilho muito de seu texto. Embora que católico, como vc bem sabe, entendo esse desligamento físico com muita naturalidade. Em pessoas como Tia Peinha, muito sublimes durante toda a vida, por quase 40 anos anos vi em suas atitudes uma sabedoria e firmeza ímpares, qualidades difíeis de vermos juntas. A saudade que sinto dela é muito tranquila, sem dor, só saudade.
    Minha solidariedae e um beijo muito carinhoso nos Facós

  9. Maria said,

    04/03/2009 às 22:05

    Tio,

    Foi uma emocionante e saudosa despedida. Entendo que há várias formas de se despedir, não é mesmo? Ela não é a um só tempo, mas gradativamente. Ela segue o caminho de luz, nos nossos corações e no mistério da fé que sempre foi a marca dela. Um abraço bem forte, Maria

  10. Guilherme said,

    05/03/2009 às 10:53

    Bom dia Fabiano,
    Claro que nesses últimos dias eles serão melhores quando ajudarem você e os seus a viverem os lados bons que essa grande perda está trazendo. Sei que todos estamos sendo enriquecidos por mensagens tão fortes e bonitas como as que você tem recebido. Convivi pouco com Penha, mas o suficiente para advinhar as verdades todas que estão brotando em todo o conteúdo que lemos. Ouvi muitas histórias confiáveis de manifestações de pessoas muito amadas depois de sua partida, mandando notícias claras e muito bonitas. Notícias sobre as quais nenhuma dúvida ficou. Numa dessas notícias a mãe deixou claro que continua cuidando dos seus depois de sua partida. Partilho com todos a clareza de uma dessas notícias que segue; apenas um trecho de Porta Aberta de Vicente Celestino:
    … Mas Deus, que tudo vê e nos consola. Em seu Sagrado Templo me acolheu. E além de me ofertar aquela esmola. Meu destino transformou, meu sofrimento acabou e minha vida renasceu. … Claro que Deus e ela saberão a hora certa de dar notícias.
    Está muito claro que seu coração e os dos seus mais próximos continuarão sendo consolados por tantas queridas mensagens.
    Fiquem com Deus,
    Sônia e Guilherme

  11. Antonio Sampaio said,

    05/03/2009 às 17:06

    Fabiano Facozinho, meu querido e diferente amigo, fico feliz por conhecer quem traduz tão bem este momento que é tão difícil para todos. Continue a fransformar, pois esta me parece ser a sua missão. Saiba que de alguma forma estarei sempre com você. Abraços.

  12. Xand said,

    06/03/2009 às 19:32

    Oi Facó,

    Que bonito ler tamanha declaração de amor, feliz de vc e seus irmãos que foram criados por uma alma tão doce. A missão dela foi cumprida e, como vc gosta de dizer, “virou estrelinha”. Que essa estrela continue brilhando pra todos vocês, por todos os dias de suas vidas.

    Grande abraço do amigo (que anda meio distante),
    Xand.

  13. 10/03/2009 às 01:08

    Irmão
    Acabei de deixar um comentário no texto de João deDeus que escreveu. Agora vejo que D. Maria da Penha partiu.
    Não fique triste, saiba que ela esta muito bem amparada.
    Não lhe conheço, maslendo seus textos vejo o quaõ amada foi sua Mãezinha.
    Se assim foi, é certeza que méritos ela tem.
    Que Deus te conforte e que sua familia se una cada vez mais,para manter Dona Maria Viva na lembrança de todos vocês.
    Magaly Delgado

  14. Marcos Arrais said,

    11/03/2009 às 07:45

    Coneci tia penha na casa de minha avo Jalva, sempre muito meiga carinhosa com todos, fico pensando na festa deste reencontro la no plano espiritual,tia penha lhe conhecer foi maravilhoso que a senhoraesteja reunida agora com todos os nossos familiares,um forte sentimento de saudade
    Marcos Arrais

  15. Margarida (GUIDINHA) said,

    11/03/2009 às 16:27

    Fabiano,não tenho palavras diante de tudo que já foi escrito aqui, sobre a tia Peinha. Tudo o que eu escrever será insuficiente. Mesmo assim, quero registrar a minha felicidade em saber que agora, ela esta na presença de Deus ao lado de todos os nossos entes queridos, do meu irmão Marcola ( que eu sinto tanta falta).Sei que ela vai continuar a brilhar lá do céu e a interceder por todos nós.Beijos para todos os primos e primas. Margarida.

  16. Mauro Salerno said,

    14/08/2009 às 02:50

    O que seria de nós sem nossas perdas ? Como poderíamos ganhar ? Saiba que neste momento em que escrevo nossas almas se interligam, pois compartilhamos do mesmo sentimento , desse afeto , dessa energia que nos move para frente e nos faz acreditar que estamos em uma passagem . Importante que você faça esse resgate , e me parece que fez com o ser que te educou , te mostrou os caminhos da amor , e fez bem porque voçê transpira amor , meu amigo . Tanto é que agora se preocupa com o nosso planeta , esteira das nossas caminhadas . Um grande abraço , ser iluminado !

  17. Emerson Antonio Pannain said,

    16/09/2009 às 15:26

    Amigo Fabiano, seu texto só podia ter sido escrito pelo “caçula” da Tia Penha, a sensibilidade e a humanidade são marcas dela.Sabe Facó, sua mãe sempre teve a bondade como marca pessoal, Muitas e muitas vezes, ela subia aquela escada para me dar injeção qdo eu estava doente e acredite, era um bálsamo saber que não ia doer, que o amor empunhava a seringa, Ufa!, o carinho da sua mãe contagia, melhora, cura, muito mais do que o liquido que era injetado.Tenho muitas duvidas mas algumas certezas na vida e uma delas é que sua mãe encontra-se perto de Deus, pq se nós mortais queríamos a presença dela o Criador se felicitará com a presença de uma filha tão boa, Que os anos passem e qdo chegar a minha vez eu possa mais uma vez escutar a doce voz da minha Tia Penha dizendo, Não vai doer, vc vai melhorar já já, Desculpa, mas além de me emocionar, lembrar da Tia Penha é lembrar do que vivi e do que eu sou, ela faz parte da parte boa da minha história, o capitulo que fala de amor e solidadriedade de carinho e desprendimento. Tia fica com Deus, um dia a gente se vê num lugar sem escadas, sem injeções, sem dor,sem despedidas…

  18. Graça Arrais said,

    02/03/2017 às 13:21

    “Melodia celeste derrama–se à surdina e as flores delicadas do átrio parecem corresponder aos sons cristalinos, variando no brilho e na cor, quase imperceptívelmente.” (André Luiz”)
    É nesse ambiente de luz e amor que minha prima querida se encontra!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: