Auto-Excomunhão


Auto-Excomunhão

Procurei agora no site do vaticano ou na cnbb um procedimento de auto-excomunhão. Não achei. Fui no google e só achei poucos artigos de pessoas prestando sua posição de ” auto-excomungado ” frente à posição da igreja católica em se manifestar a favor do ato do padrasto, que covardemente, violentou uma menina e ainda deixou nela uma gravidez de gêmeos.

Será que a igreja será processada pela justiça por estar incentivando essa prática ? Sim, foram excomungadas as pessoas que participaram do processo de tentar salvar a vida da menina e não excomungado foi o padrasto.

Assim, deixo a sugestão ao vaticano para que as pessoas possam se auto-excomungar por conta própria. Pode ser um simples espaço na sua web onde possa ser possível colocar identificação e motivo da auto-excomungação. Amplio que a sugestão do ato possa ser reversível também!

Reversível por que? Sim. Temos que acreditar que um dia, caso o planeta continue a existir, que a igreja possa refletir sobre seu atual papel na humanidade e que seja capaz de evoluir e deixar apenas como lembrança suas posições medievais em relação ao atual estágio dos seres humanos. Igreja é uma instituição dos seres humanos, querem eles acreditar nisso ou não. Portanto, está passível sim de refletir sobre suas posições!

Posições como essa que está dando ibope nos jornais e na tv e outras como sua posição em relação ao divórcio, em relação ao tratamento as Mulheres, o fatos dos padres não poderem casar ou ter sexo normalmente. Digo normalmente, pois parte deles praticam esse sentimento normal de nossa fisiologia por dentro de suas batinas, dos seus castelos e lá também encontramos uma parte dessa praga que começa a ser combatida – a pedofilia.

Poderia alongar esse parágrafo com temas sobre sexo antes do casamento, campanha contra camisinha e poderia esquentar lembrando dos temos que pessoas eram queimadas vivas e por ai vai.

Mas já chega! A idéia é incentivar e torcer que a igreja possa refletir sobre o que as pessoas precisam dela e não manter-se em posições medievais e que não mais condizem com atual maneira de viver da humanidade.

As poucos que irão ler esse texto, peço o exercício do perdão e compaixão ao arcebispo de Olinda que apenas cumpriu um procedimento da instituição da qual ele escolheu participar. Enfim, muitos fiéis devem estar se afastando nesse momento, com vergonha desse posicionamento. Uns ficarão confortáveis de declarar outros não! Outras terão o entendimento que nenhuma religião tem procuração para falar em nome de Deus e, poderão seguir suas vidas tendo fé, bom comportamento e senso de autoconhecimento sem serem sócios de nenhuma delas. Outras, poderão migrar para outras religiões, porque simplesmente sentem essa necessidade de juntar Fé com religião.

O mais chato desse texto é que eu não vou fazer nada pela menina, nem o governo e nem a igreja! Ou , quem sabe estou me precipitando e as chaves dos cofres do vaticano irão se abrir para custear o tratamento médico e psicológico que essa menina vai precisar para se recuperar dessa trauma e também pagar bons advogados para que o padrasto possa ficar pelo resto da sua vida isolado da sociedade e trabalhando para custear suas despesas de moradia e alimentação numa prisão.

Parabéns aos médicos que cumpriram um mandamento, dito pela igreja, de Deus:

Não matarás.

Ao interromper uma gravidez de risco físico e emocional de uma menina que não possui corpo físico e emocional para gerar e cuidar de duas crianças, iguais a ela. Deram uma possibilidade de vida para essa Menina.

Assim como não me sinto inimigo dos outros times por ser Flamengo, não sou inimigo de nenhuma religião. Afinal, o papel delas é nos ajudar a nos tornarmos Seres melhores. Apenas estou torcendo para que a igreja se torne uma entidade mais flexível e inserida no contexto atual.

Um boa dose de:

Reciclar pensamentos e dogmas;
Reduzir regras, controles e preconceitos e
Reutilizar suas forças para entender o atual estágio da humanidade;

Podem, juntos, fazer das igrejas, entidades mais voltadas para as Pessoas! Seria sua enorme contribuição para o Desenvolvimento Sustentável.

Anúncios

6 Comentários

  1. Ciana Lago said,

    08/03/2009 às 21:05

    Belo texto, Fabiano! Concordo totalmente!

    beijos,

    Muxi

  2. Maria said,

    08/03/2009 às 21:14

    Ih, tio…Esse caso é bem complexo. Dependendo do lugar de onde se fala, observa-se e pondera-se de uma forma.

    A igreja parece focar na vida dos que foram abortados;

    Os médicos, na vida da menina e, dentro da lei, pois é aborto proveniente de extupro; A única coisa que poderia criminalizar os médicos é se não houvesse autorização dos pais ou responsáveis.

    Eu, particularmente, prefiro a prudência de me limitar a dizer que a fé que recebi de minha avó e que vivo, com a minha marca no dia a dia (amo ir à missa) não está voltada para os padres ou bispos, mas ao que transcede a eles e às palavras. Não é sem a igreja católica, mas não se atola nela. By the way, um espírita, tal como fui informada, concordaria com o padre, indo mais além: pela questão da reencarnação e do Karma.Um budista, também é radicalmente contra o aborto, segundo também fui informada por um deles. Enfim, a menina nos comove. O padrasto nos enoja. Mas e os fetos? Lhe somos indiferentes? De fato, acho que o bispo ficou muito mal na foto. Mas não sou eu a lhe jogar a primeira pedra.

    Um beijo,
    Maria

  3. samantha said,

    21/03/2009 às 11:25

    Oi Fabiano, só para dividir contigo, no teu espaço, minhas observações. Precisamos resgatar o velho ensinamento cristão: ‘dai a cesar o que é de cesar e a deus o que é de deus’. A Igreja pode excomungar quem quiser, o problema é um estado laico e constitucional, como o nosso, agir conforme referencias de uma moral específica. Aí, está a violar a liberdade de crença e pensamento – que são normas constitucionais e formam as nossas regras do jogo – no casos: o nosso estado laico e constitucional!!! Teu texto está brilhante. Abraço, S.

  4. Jessika said,

    11/05/2010 às 19:14

    Muito bom seu texto, mas com relação a auto-excomunhão, você não achou nada porque o nome correto eh ‘Apostasia’. Maiores informações para você http://www.apostasie.org/portuguese/acte.php

  5. Paloma Silva said,

    20/09/2012 às 23:33

    Torço e trabalho para um dia, sermos VERDADEIRAMENTE E DEMOCRATICAMENTE livres para debater esses temas em Rede Nacional. Parabéns pelo texto Humano Facó.

  6. Thais Tout said,

    04/09/2013 às 05:08

    Assino em baixo , Fabiano! Bjs, Thais.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: